segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Torre do Graf Zeppelin - Recife - Brasil


Um amigo explorador urbano, de Recife, meu correspondente especial "Lost Tears Wisp", me mandou um material ótimo. É uma torre onde atracava um zepelin. Hoje ela está perdida, esquecida nas dependências de um quartel da polícia militar, distante de sua história e importância. Pois nosso amigo LTW foi lá e tá mostrando aqui pra gente. Vamos ver.

"Em 22 de maio de 1930, surge nos céus do Recife, uma gigantesca e prateada máquina voadora vinda da Europa.









Era a primeira viagem do Graf Zeppelin da linha Friedrichshafen/Recife/Rio de Janeiro.
Um evento memorável para a cidade que tornava-se escala obrigatória de vôos entre a Europa e America do Sul.
O Graf Zeppelin ficava atracado no bairro do Jiquiá. Como podem ver em fotos da época.


A aeronave ficava atracada em uma torre que foi modernizada em 1936. Contudo, um acidente em New Jersey encerrou a era dos dirigíveis um ano depois.
O que isso tem a ver comigo?
Nada... até o meu irmão comentar que a torre onde o Graf Zeppelin atracava ainda está de pé aqui no Recife.
Pesquisei em vários sites onde encontrei a história e fotos, mas nenhum deles informa o acesso. O bairro do Jiquiá é grande. Eu levaria muito tempo procurando.

Imaginei que uma torre de 19 metros de altura poderia ser vista pelas poderosas lentes dos satélites que rodeiam o globo terrestre, assim, passei a rastrear todo o bairro do Jiquiá.
E não é que encontrei...

Assim, passei suas coordenadas para o meu GPS e corri com o objetivo de voltar à década de 30.

Ao chegar à rua que dava acesso a torre, havia uma guarita com uma cancela aberta e uma placa dizendo “Bem vindo ao CIOE”. Como não havia ninguém na guarita, entrei.
Encontrei a única torre de Zeppelin ainda que ainda permanece de pé em todo o mundo.



Ela foi restaurada durante a década de 80 e uma segunda vez em 2005.





Sim, mas acontece que eu não estava em um lugar público. O CIOE aqui em Pernambuco é o equivalente ao BOPE do Rio de Janeiro. Eu estava dentro do quartel do CIOE!!
Fui abordado por um policial que perguntou de onde eu era. Informei ser um turista com o objetivo de visitar a torre. Ele por sua vez informou que eu deveria ter ido direto ao posto da guarda. Expliquei minhas dificuldades de acesso e ficou tudo certo.

Antes de ir embora, fui ao posto da guarda conversar com o adjunto. Um homem muito simpático disse que me viu chegar, mas percebeu que estava fotografando e por isso não fez a abordagem.

Informou também que o local é visitado por turistas brasileiros e estrangeiros (a maioria da Alemanha).

Em dezembro de 2010 foi aprovado um projeto para revitalização do parque do Jiquiá. O quartel vai dar lugar a um museu e diversas atrações públicas das quais estará a Torre do Zeppelin.


Não deixando de esquecer. A torre do Zeppelin é uma atração turística que quase ninguém conhece. Ela fica nas coordenadas: S8 04 42.3 W34 55 33.8 Próximo a estação Mangueira (metrô). Ao chegar, informe a guarda sua intenção de visita."

Vídeo raro do Graf Zeppelin, voando em direção ao mar, sobrevoando Matinhos, no Paraná:





Imagens do Zeppelin:


http://www.vintag.es/2011/05/graf-zeppelin-lz127.html


Links importantes:

23 comentários:

  1. menino, ando pelo recife faz muito tempo e nem imaginava isso. alias, nem os recifenses imaginam que isso exista!

    ResponderExcluir
  2. Oxente!! então tá mais do que na hora da galera ficar sabendo. Hehe

    ResponderExcluir
  3. Completamente escondido.

    Levei um tempão procurando no Google Earth com base apenas nas fotos que encontrei na internet. Sabia que ficava em uma área de mata.

    Durante a segunda guerra foi construído um depósito de armamentos da marinha (que hoje está em ruínas mas não consegui explorar). A marinha passou o controle da área para a PM que vai sair este ano.

    Aos futuros visitantes, aconselho aguardar a revitalização do parque. O local fica colado a umas comunidades esquisitas.
    Se forem antes, prefiram chegar de carro e entrar direto no quartel.

    ResponderExcluir
  4. Olá meu trabalho de conclusão de curso é sobre a passagem do Zeppelin no Recife na década de 30, escolhi esse tema para que a historia não se perca no tempo assim como a torre está esquecida.

    ResponderExcluir
  5. Vivi, sua atitude é muito grande e positiva. Como Arquiteto entendo o alcançe de seu ato. Obrigado pela visita, volte sempre. Bela escolha de tema.

    ResponderExcluir
  6. Sou recifense, e nao so imagino, como conheço a historia. E triste saber que muitas pessoas nao dao importancia devida a nossa riqueza historica.Fico feliz por saber que alguem de outro estado demonstra interesse e importancia por nossa historia.
    Eliane G. Anjos

    ResponderExcluir
  7. Obrigado, Eliane. Aguarde mais coisas de Recife.

    ResponderExcluir
  8. Parabéns.....infelizmente muita gente não sabe a riqueza histórica da sua cidade....já tinha visto um POST sobre a FRATELLI VITA.....lembrei de qdo era criança.....vc sabia que a CRUSH ficava na Av. Cruz Cabugá do lado oposto a ASSEMBLÉIA DE DEUS um pouco mais pra trás num prédio de esquina? Na Av. Sul havia uma fábrica da FIRESTONE que até pouco tempo atrás havia o nome dela meio apagado na fachada....

    ResponderExcluir
  9. Quero aqui felicitar a iniciativa de resgatar a cultura do Graff Zeppelin aqui em Pernambuco e também solicitar a quem por favor obtiver alguma informação, foto, relatos, vídeos para ajudar nossa amiga Vivi na sua monografia sobre o Zeppelin e sua passagem aqui pelo nosso Estado. (sthefanny_freire@hotmail.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha avó me contava que o irmão dela vinha do sertão de pernambuco para o recife, para puxar a corda do Zeppelin.Além se ser uma festa, ainda ganhava uns trocados.( o Zeppelin só aterrissava puxado pelas cordas que a tripulação jogava para ser puxada pelos homens em terra)
      beijos

      Excluir
  10. Cheguei aqui por acaso e me senti como se encontrasse o meu irmão gêmeo. Adorei o blog... e vou lhe seguir.
    Quando puder, acesse o meu http://umcliqueparasempre.blogspot e o http://arrumandoamesa.blogspot.com.
    São totalmente diferentes do seu, mas, posso estar postando algo que lhe traga alguma novidade.
    Até..

    ResponderExcluir
  11. Tem uma música de Jakson do Pandeiro: “Eu vou pra lua, mamãe, vou morar lá, vou no meu Sputinick, do Campo do Jiquiá”.

    ResponderExcluir
  12. Gente! que legal que tenho seguidores/leitores tão interessados e empolgados. isso me empolga também e me deixa muito feliz. A postagem da torre do zepelin é uma das mais populares. Sempre está nos top 5 do mês. Tudo graças ao nosso colaborador e explorador urbando, correspondente especial do Pernambuco, o LTW. Fizemos juntos a visita ao Engenho Monjope. O cara é fera demais!!
    Clívia, valeu! o primeiro endereço que vc passou eu não consegui, mas no segundo já tô te seguindo.

    Valeu gente! grande abraço!

    ResponderExcluir
  13. Paulo Gonçalves! com certeza a música de Jackson faz referência à Torre. E você não vai acreditar, no momento em que eu estava lendo eu estava escutando um disco de Elba (vinil, mesmo), e então ela cantou a música de Jackson, bem na hora, hehehe, parece até mentira, mas acabou de acontecer.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  14. Estive no local recentemente seguindo as instruções deste post. Eu sabia o lugar aproximado mas não como chegar até ele, e perguntando para os moradores da região, poucos sabiam onde seria o quartel do CIOE. Finalmente alguns indicaram o local e lembraram que o quartel estava desativado. Acabei tendo que passar de carro pelo meio da favela, que aparentemente é pacífica, mas nunca se sabe.

    A entrada do ex-quartel fica próxima à estação Mangueira, do lado direito da via férrea no sentido de quem vem do centro de Recife. Vindo pela Av. Recife de Boa Viagem/Aeroporto, pega-se a Av. Dr. José Rufino e Rua S.Miguel, depois umas ruas estreitas de bairro até passar por baixo da linha do metrô em um viaduto muito baixo, só passam automóveis. Daí segue-se a via passando pela estação Mangueira até atingir a entrada do quartel. Estava abandonada, com a guarita vazia. Lá dentro ainda há a placa "Bem vindo ao 1 CIOE", alguns prédios meio demolidos. Havia vários carros e algumas pessoas lá, mas não pareciam ser soldados. A torre está cercada por um tapume e com uma faixa estendida anunciando a reforma.

    ResponderExcluir
  15. Parabenizo a matéria na qual valoriza nosso estado,como também nossa cidade. Pessoas como vc nos orgulha, pois o nosso passado espelha as pessoas que somos,e a história deve ser divulgada para valorização e conservação do patrimônio.

    ResponderExcluir
  16. O meu pai trabalhava no CIOE e me contava como é triste o descaso da torre,eu adorei o artigo ficou mt bom.Tive a oportunidade de ir ao quartel mas não de ver a torre espero conseguir numa próxima.Bem,quanto a comunidade,ela é aparentemente pacífica sim,e as pessoas são de boa índole.Sei disso pq conheço quem mora lá,mas seria mt bom se o local fosse realmente reformado e virasse um museu.Por um lado tenho mt orgulho do meu estado,mas por outro...bem,vamos aguardar.

    ResponderExcluir
  17. A ÚLTIMA NOTÍCIA QUE TIVE DA TORRE DO Zeppelin dá conta que um grande complexo habitacional/comercial e um parque público vão ser construídos por lá. Vou averiguar a veracidade dessa notícia e deixo depois outro comentário por aqui.
    Já é tempo de se fazer uma boa revitalização de certas áreas históricas da nosasa cidade que estão se perdendo no tempo e na história além, obviamente, se deteriorando rapidamente.

    ResponderExcluir
  18. Tenho um cardápio e um bilhete de identificação de bagagem do Graf Zeppelin.
    No cardápio está escrito: Rio de Janeiro - Pernambuco e a data de 18 de outubro de 1934. Ganhei da minha avó há uns 40 anos e guardo até hoje.


    aria@uol.com.br

    ResponderExcluir
  19. Pasmem!
    Hã poucas horas acabo de assistir pelo canal 11 - TV universitária - a câmara de vereadores do Recife, onde a vereadora Priscila Krause pede investigação nas obras da Torre de Zeppelin. Dos R$ 5,7 milhões já transferidos pelo governo federal, R$ 5,1 milhões já foram direcionados à empresa sem que a obra de reforma da Torre Zeppelin fosse concluída, inclusive me pareceu nem mesmo começada. já que uma das suas denuncias e a lentidão para pequenas intervenções e não haver placa indicativa da obra no local com valor, prazo de inicio e termino. assim como a intenção do uso de nosso dinheiro. O Prazo de entrega seria em novembro de 2012 entretanto estamos em 03 de Abril de 2013.

    Muito noa entristece casos como esses à luz dos satélites, olhos dos olhos de exploradores urbanos que encontram Torres esquecidas, escondidas mundo afora, até mesmo a única em torno da terra para dirigíveis como o Zeppelin. Marco de grande importância e registro de nossa história tecnológica ao vislumbramento de muitos daquela época até os dias de hoje como nós.

    ResponderExcluir
  20. Os relatos do LTW são incríveis porque ele descreve alguma coisa antes de cada imagem. Quando isso é feito, agente consegue sentir toda a emoção de cada momento.. perfeito!.

    ResponderExcluir
  21. Rafael Neto o quartel da CIOE na área próxima a torre não esta desativado !

    ResponderExcluir
  22. Moro próximo. Para chegar até a torre vc passa por dentro de favela é o risco de ser assaltado é enorme.

    ResponderExcluir

TOP 10 - POSTAGENS MAIS POPULARES DO MÊS