domingo, 20 de fevereiro de 2011

Clube do Servidor - Brasília - DF


Às margens do Lago Paranoá, um clube inteiro abandonado. Com prédio administrativo, um grande salão de eventos, com cozinha, wcs, duas piscinas para natação e uma piscina gigante com pontes; um acoradouro para embarcações com deck, quadras e mais, uma privilegiada paisagem do lago. 
Abandonado desde 1997, o Clube do Servidor, em Brasília, já teve várias tentativas de se reerguer, mas parece que todas deram n'água.
"Um dos mais bonitos clubes de Brasília", foi uma opinião que ouvi hoje, durante a visita, que me fez pensar na vida que houve naquele lugar e quantas pessoas tiveram a mesma impressão que eu tive ao entrar lá. Só que eu entrei quando ele já é ruínas. Fiquei sem palavras. A entrada não foi autorizada e tive que improvisar. Felizmente encontrei meu caminho, mas fui recebido com latidos e, logo depois, me senti acolhido e entrei. Lindo lugar, realmente fascinante. Eu e Casper (um amigo explorador) ficamos esbabacados com tudo. Ao entrarmos nos vestiários, percorremos as escuridões de subsolos abandonados e achamos as antigas saunas (seca e a vapor), escuridão total. Apenas morcegos vivem lá. Com certeza, o clube mais bonito de Brasília. Simples, mas de linhas nobres.

Localização




Guarita e Entrada (prédios administrativos e salão de eventos)

A guarita, vigiada, fica ao lado do primeiro prédio, o administrativo.

























A nossa entrada









O salão de eventos e o círculo (!?)
Não sei dizer o que é, exatamente o círculo, mas o salão é enorme, de piso de madeira.



































O galpão de ancoragem dos barcos e o deck


O lugar é impressionante. O deck está em ruínas, ora dentro, ora fora d'água. O galpão tem espaços internos que são banheiros e salas administrativas, sua cobertura já tem mais de dez anos de abandono. Um prédio que serviu de apoio à ancoragem está quase coberto pelo mato.











































































Quadras esportivas

Bem, as quadras são um caso a parte. torres de cestas de basquete pelo chão dão o tom do abandonado. A quadra de futebol com mato a 1,70, diz que lá não há vida esportiva faz tempos, reparem na trave no mato, ou melhor, achem a trave no mato. Detalhe especial é a quantidade de postes de iluminação.




















Grande piscina e vestiários

O prédio dos vestiários, com suas escadas, são visíveis do deck.




Foi a melhor parte da visita. a parte superior não deu pra acessar, pois poderíamos ser vistos pelos guardinhas, sempre atentos, mas encontramos um cenários muito empolgante.
No subsolo do bloco dos vestiários, há os banheiros, várias salas, que deveriam ser os vestiários, as saunas, que só conseguíamos vê-las através dos flashes das máquinas. Cenário de filme de terror, com direito á morcegada voando e tudo mais. 

A piscina tem uma ponte. Isso mesmo! uma ponte dupla, bem no meio, conectadas e sustentadas por três plataformas circulares. O piso já está todo arrebentado do sol.















































































































Piscinas de natação

As piscinas não foram muito exploradas, pois eram visíveis da guarita de segurança, mas deu pra ter uma noção. Há também uma arquibancada coberta entre as duas piscinas.










A visita foi incrível, apesar de algumas áreas não terem sido visitadas. Agradeço ao meu amigo Casper e pelo  material de vídeo que ele fez. Assim, pude tirar fotos sossegado.

Vídeos da visita:






Links e notícias sobre o clube:




19 comentários:

  1. e vc nem pra me chamar para tirar fotos?
    imperdoável!!!!
    :P

    ResponderExcluir
  2. Adorei, ja comentei no facebook mas comento aqui tambem, adorei o lugar e os grafites no local estao demais - grafite+lugar abandonado = 10 :)

    ResponderExcluir
  3. Oba!! concordo. grafitagem tem tudo a ver com locais abandonados.

    ResponderExcluir
  4. Cara... isso é uma exploração nota 10!

    Brasileiros representam muito bem no Urbex.
    A região centroeste está em boas mãos.

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  5. No meu tempo, tínhamos muitas formaturas no Clube dos Servidores. Festas. Para mim, a ruína é uma memória viva do desmantelamento da imagem do Servidor Público, que no ano de 1997, e talvez desde os tempos das "caças aos marajás" foram desfigurados diante da sociedade a que servem. Sem nenhuma coincidência, os presidentes da República que mais contribuíram para o ocaso do Serviço Público caíram em desgraça. Mas ninguém ainda encarou a reconstrução desse espaço refinadíssimo de uma Brasília que nem existe mais. Eu, que nunca fui outra coisa na vida senão Servidor Público, ou que detestei ser outra coisa no mercado de trabalho, deixo aqui esse libelo, que me veio à memória junto com esse resgate de escombros.

    ResponderExcluir
  6. Que pena um clube assim ser abandonado, principalmente se for patrimonio publico. Fantasticas suas fotos! Parabens! Cheguei aqui pelo FB do Pedro.

    ResponderExcluir
  7. Oi pessoal. tenho visto o interesse de algumas pessoas em fazer exploração urbana e quero lembrar que existem riscos envolvidos.

    Um explorador pode ser atacado por cães, alvejado por seguranças despreparados ou até sem querer, ser testemunha de assassinato e automaticamente virar o próximo alvo. A criatividade vai ditar o que pode acontecer.

    Sem falar que lugares abandonados possuem vidro, metais enferrujados, buracos escondidos, telhas caindo e todo o tipo de perigo que os guardas existem para evitar que hajam acidentes.

    Qualquer um capaz de lidar com estes riscos pode visitar, mas lembrando que nada deverá ser quebrado e nada deverá ser furtado.

    Eu, como muitos outros exploradores urbanos, faço uso das aberturas feitas por saqueadores e vândalos (cercas derrubadas, janelas e portas arrombadas, etc). Mas o objetivo é apenas registrar e sair. Se a porta estiver trancada, a exploração acaba!!!

    Se em alguma exploração deparar com moradores sem teto, peça desculpas e saia, porque o que é abandonado para nós é a casa deles.

    O que fazemos parece ser fácil mas não é. Existem questões éticas e morais.

    Todo aquele que se sentir apto a explorar, está convidado dentro dos limites estabelecidos pela cultura Urbex.

    Desculpa se pareceu um balde de água fria, mas é preciso deixar todos a pár dos detalhes e evitar que exploração urbana vire uma "moda" seguida de acidentes e mortes.


    LTW

    ResponderExcluir
  8. Falou bem LTW, e outro dia um amigo perguntou para mim o que era URBEX. Urbex, significa Urban Exploration, e não se trata apenas de tirar fotos. Como disse o LTW, há questões éticas envolvidas, mas o lema principal da exploração urbana é: "não tire nada além de fotografias, não deixe nada além de pegadas".

    ResponderExcluir
  9. Isso, na verdade, não passa de desperdício de dinheiro, isso sim. Sem falar que é uma pena ver esses locais no estado em que estão.

    ResponderExcluir
  10. Olá leitor,

    Realmente é revoltante saber que o dinheiro público é desperdiçado desta forma.

    O que todos os locais abandonados tem em comum?

    O motivo do abandono que se resume a: "Ausência de recursos para custear sua manutenção"

    Isso acontece porque houve alguma falha administrativa no passado que pode até ser difícil de detectar, mas é impossível de esconder!

    O clube do Servidor foi abandonado pouco antes da crise dos tigres asiáticos que detonou a nossa economia. Mas hoje o Brasil está em situação muito melhor e fica a pergunta: Por que não reativam o clube?

    A resposta irá esbarrar na nossa conhecida lei de responsabilidade fiscal sancionada em 2000.

    Não estou de forma alguma criticando a LRF, uma vez que a considero verdadeira maravilha da administração pública.

    Mas vamos por partes.

    Para reativar esse clube seria necessária uma reforma que custaria alguns milhões e outros milhões seriam demandados para a manutenção anual.

    Segundo a LRF, a aprovação desta despesa depende que seja informado de onde vem o dinheiro. Qual a receita que vai sustentar esse custo?

    O clube do servidor foi construido e mantido antes da LRF, em uma época em que os administradores não tinham compromisso legal de manter as contas equilibradas, e será que se a lei fosse anterior a construção, mesmo assim teriam construído?

    Caso positivo, não vejo motivos para não reativarem.
    Caso negativo, nosso amigo Renato Pantoja explorou um fantasma do passado que jamais será reativado. Fruto de um tempo que felizmente ficou pra trás (pelo menos assim esperamos).

    Assim, senhores... o erro do passado o qual mencionei no início do comentário pode ter sido simplesmente a falta de compromisso dos nossos governantes, com o uso do dinheiro que nos pertence.

    Será que já assistimos a este filme?

    Abs,

    LTW

    ResponderExcluir
  11. Renato, tive a oportunidade de conhecer uma antiga base área americana da 2° Guerra que existiu no Amapá, mais precisamente no município do Amapá (AP). Não consegui muitas fotos e nem muitas informações sobre o local. Alguns diziam que uma das estruturas metálicas que existem lá serviam de apoio para os zepellins. E, segundos alguns locais, após a guerra, os americanos abriram uma vala gigantesca, jogaram camionetes, carros e sei lá mais o que dentro e fecharam. Já ouviu falar sobre essa base aérea?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conhecia a história mas fiz uma pesquisa rápida e encontrei um bom material. Dá uma postagem. Obrigado pela dica.

      Excluir
  12. Hoje me deu vontade de ir lá tirar fotos. Mas será que é muito perigoso ir lá sozinho?

    ResponderExcluir
  13. Fui ao casamento de uma irmã de um amigo meu no início da década de 90 neste clube. Era luxo na época. Sergio

    ResponderExcluir
  14. Alguem sabe o nome do arquiteto que projetou o Clube?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O arquiteto responsável pelo projeto original se chama Armando Favatto e é mineiro de Juiz de Fora.

      a. Talita Marinho

      Excluir
  15. Hoje me bateu uma certa melancolia,tristeza até...A festa da minha formatura aconteceu neste clube.Tempos áureos aqueles! Apesar da sensação de nostalgia, devo parabenizá-lo pelo ótimo trabalho de fotografia.

    ResponderExcluir
  16. Boa noite, gostaria de pedir a autorização para a utilização dessas imagens na minha dissertação de mestrado na FAUUSP. Pesquisei o filme Insolação, que teve cenas rodadas neste clube. Meu contato: lauracarone.br@gmail.com. Desde já agradeço! Material incrível!! Laura

    ResponderExcluir

TOP 10 - POSTAGENS MAIS POPULARES DO MÊS