quarta-feira, 6 de março de 2013

As Catacumbas de Paris


"Pare! Este é o império da morte"

As Catacumbas de Paris fazem parte de uma rede de galerias subterrâneas que ficam sob a cidade e que inicialmente eram túneis de extração de calcário e gesso e que depois serviu de depósito de ossos dos cemitérios lotados da cidade que necessitavam de reformas e melhorias urgentes.
Durante o século 19 consolidou-se a estabilidade de parte da rede de túneis - trecho que passa por baixo da cidade de Paris e que estava causando desmoronamentos de prédios e afundamentos de grandes parcelas de solo da cidade - mas esse problema de instabilidade do subsolo começou muito antes, no século 17.
Em julho de 1679 foi realizado um estudo pela Academia de Arquitetura de Paris que apontou a origem e a qualidade das pedras utilizadas em prédios antigos e igrejas da cidade: elas haviam sido retiradas dos túneis de mineração de calcário que ficavam no subsolo da Ilha de França. E mais, dos 96 monumentos analisados em toda a ilha, 45 foram feitos com materiais retirados das pedreiras subterrâneas. Uma extração que estava sendo feita sem nenhum controle das autoridades, as quais não tinham a noção da dimensão das galerias nem da quantidade do material retirado, o que causou grandes colapsos de terrenos já no século seguinte – 1774. Em 1776 foi proibido oficialmente qualquer tipo de escavação subterrânea, pois monumentos, ruas e distritos do sul da cidade estavam em estado de alerta. Criou-se, então, a Administração Geral das Galerias Subterrâneas, a qual tinha por função procurar as antigas pedreiras, reconhecer galerias e fortalecer suas escavações. No dia da criação do órgão – 4 de abril de 1777 – uma casa na Rua d’Enfer desapareceu por causa do afundamento do terreno que ficava sobre uma pedreira a 40 metros abaixo da superfície do solo.
As obras de sustentação estrutural continuaram até fins do século 18, quando então as galerias foram fechadas e proibidas para a visita.
Atualmente, as únicas galerias abertas oficialmente para visitação são as que possuem as catacumbas e o que foi feito com os ossos transferidos dos cemitérios da superfície - ornamentos na paredes, chão e teto, que formam mosaicos e formas. Porém, as galerias são muito extensas e ultrapassam os limites de Paris, e quem conhece as entradas pode variar em entrar pelo túnel do trem pelo mato, ou até pelos bueiros das ruas, pois as entradas são várias. Há festas secretas e reuniões de jovens e exploradores urbanos, um programa para quem não se importa em trilhar túneis escuros e, muitas vezes, claustrofóbicos. Imaginem onde eu quero ir quando eu for para Paris? Divirtam-se. Detalhe para a série de grafitagem urbex que há nas galerias e para as imagens 3-D!!! isso mesmo! pegue seus óculos 3-D e veja as imagens. Lindo!
















































































































































































Fontes: 























Vídeos:






Um comentário:

  1. Sinceramente morro de medo disso, nem me pagando eu entro num lugar desses!!!! Credo!!!!

    ResponderExcluir

TOP 10 - POSTAGENS MAIS POPULARES DO MÊS