sexta-feira, 24 de maio de 2013

A grande muralha - China


... Oi, gente, o assunto de hoje é a Grande Muralha da China.
Aí vocês se perguntam: mas a Grande Muralha da China está abandonada ou esquecida?
Primeiro precisamos esclarecer que a muralha deveria estar no plural, pois não se trata de uma só construção como todos fazemos ideia. A Grande Muralha da China é composta por várias outras muralhas, as quais muitas vezes nem se conectam. Não é uma obra contínua como se pensa. 
Construída no passado para proteger o território e hoje um grande símbolo mundial e importante ponto turístico da China, ela passou por várias dinastias. Sua construção começou antes até das dinastias, no século 5 antes de Cristo e não parou até 1644. 
Por ser tão extensa ela cruza cinco municípios, o Deserto de Gobi, e chega até dois estados autônomos  - Ningxia e Mongólia. Essa abrangência toda fez com que as muralhas fossem construídas em diferentes locais, de diferentes materiais - pedras de calcário, tijolos, granito - e de técnicas construtivas variadas. Estão também em diferentes estados de conservação. A manutenção foi feita de modo desigual, dado a extensão desse monumento e em alguns lugares ela está perfeita, mas em outros está em total decadência, chega até a estar ruínas em alguns pontos.

Mapa das várias muralhas construídas ao longo dos tempos. Cada cor refere-se a uma dinastia ou período de tempo.

Somadas, as muralhas têm 8.850 km de extensão e em muitas partes ela está abandonada, sem manutenção ou qualquer intenção de reparos. Prato cheio para os exploradores urbanos e visitantes, que vão até lá, acampam, exploram as partes mais hostis e mostram pra gente. Palmas para eles! 
Vamos às imagens, vocês vão se surpreender, algumas partes nem se consegue passar pois está tomada por uma vegetação alta. 






quarta-feira, 22 de maio de 2013

Propriedades abandonadas de Pablo Escobar


Pablo Escobar foi um famoso traficante de cocaína da Colômbia, muito atuante nos anos 70 e 80 - chegava a vender 1 milhão de dólares por dia através de sua rede de tráfico. 
Conhecido com um dos mais brutais traficantes, se não o maior de todos os tempos, ele chegou a derrubar com uma bomba um avião comercial só para matar um inimigo seu que se encontrava a bordo juntos com os outros tantos passageiros. Construiu um império fenomenal que atualmente se encontra abandonado.
Junto com seus comparsas ele comprou um pequeno grupo de ilhotas no meio do mar do Caribe, na costa de Cartagena - Islas del Rosario. Eles construíram mansões extravagantes, palco de festas descontraídas e regadas a muito pó. Pablo destoava dos grandes traficantes, sérios e formais, do resto do mundo. E chamava bastante atenção. Foi por chamar tanta atenção para si que, em 1993, foi morto em sua propriedade numa operação que envolveu as polícias e inteligência da Colômbia e dos EUA.
Nos resta então ver essas propriedades. Elas viraram rota turística para quem visita o local e tem a oportunidade de descer na ilha. A mansão foi parte construída sobre as rochas mais altas dos recifes. Possuía uma discoteca - gostei dessa parte, piscina e muitos cômodos e ambientes. Outras casas menores pertencentes aos seu companheiros de tráfico compunham o conjunto habitacional sobre as ilhas caribenhas de Pablo Escobar (uma dessas casas está hoje ocupada por um cara que chegou até a ilha e por lá ficou). 

Outra propriedade de Pablo Escobar que quero mostrar pra vocês é o o parque temático Hacienda Napoles. Um parque/zoológico particular onde ele mantinha hipopótamos, pôneis, elefantes, girafas, antílopes, pássaros e outros animais exóticos - ele também possuía sua própria arena de tourada.

Casa/Ilha Particular
Da mansão maravilhosa só resta o que não pode ser retirado. E o tempo e a natureza estão se encarregando de tomar de volta o que lhe pertence de fato. Parabéns ao explorador que foi lá e fez as imagens -seus direitos autorais pertencem exclusivamente ao seu autor.






TOP 10 - POSTAGENS MAIS POPULARES DO MÊS