quarta-feira, 28 de maio de 2014

Atafona, a praia do apocalipse - Rio de Janeiro


Olá, gente boa!
Todos sabemos que o clima está completamente maluco e que as previsões de anos atrás sobre aquecimento dos mares e a invasão das águas em cidades litorâneas já estão se cumprindo. vejam esse exemplo que acontece aqui no Brasil. No estado do Rio de Janeiro.
Atafona, a praia do apocalipse
Atafona é um distrito do município de São João da Barra, que fica ao norte do Rio de Janeiro (estado), quase fronteira com o Espírito Santo. É uma vila de pescadores com um pequeno porto, fundada nos anos cinquenta e que, hoje, leva uma vida apocalíptica. A cidade está sendo destruída pelo mar que, há cerca de 40 anos, vem avançando em direção de suas construções num ritmo alucinante de dez metros por ano. 
A Avenida Beira Mar - como era chamada a principal via da cidade - já foi engolida pelas águas e, junto com ela, durante essas últimas décadas, mais de 200 casa e lojas - cerca de 14 quarteirões - também sumiram. A cada ano chega a vez de famílias diferentes enfrentarem o mesmo problema: desapropriação do imóvel. E quem clama é a natureza. Não há cobrador mais implacável. Apesar disso tudo há muitos moradores que insistem em não abandonar seus imóveis. Talvez por não terem para onde ir. 
Alguns moradores explicam o fato como o fim do mundo, mas pesquisadores apontam para as mudanças climáticas e alertam: o fenômeno só tende a aumentar.

A imagem abaixo explica bem a situação atual:










































Fontes:












Vídeos:







13 comentários:

  1. Já tinha ouvido falar desse lugar, tenho vontade em conhecê-lo; parece que Mangue Seco, na Bahia, sofre um problema parecido.

    Renato, não encontrei seu e-mail. Queria informar de uma matéria interessante do Yahoo sobre lugares abandonados na Itália. Eis o link: https://br.noticias.yahoo.com/fotos/uma-it%C3%A1lia-abandonada-slideshow/uma-it%C3%A1lia-abandonada-photo-1401304397770.html

    ResponderExcluir
  2. Excelente postagem. Nasci em Campos, na região Norte Fluminense, e acompanhei durante toda a minha vida esse processo. Parabéns pelas considerações, fotos e vídeos. O material está ótimo e bem informativo. Concordo plenamente com a nossa classificação de "lugar esquecido". Fomos esquecidos de fato pelos diversos governos municipais e estaduais que passaram por aqui. Eles sabiam das atrocidades que estavam sendo cometidas à Bacia do Rio Paraíba, sobretudo em outros Municípios (Barragens, Transposições, Poluição, etc) e nada fizeram. Hoje pagamos um preço cada vez mais alto por essa inércia.

    ResponderExcluir
  3. Algumas informações não conferem. Atafona não faz quase) fronteira com o Espírito Santo, não tem porto, existe antes dos anos 50. As casas perdidas são majoritariamente de veranistas, não de moradores.

    ResponderExcluir
  4. Como campista, passei boa parte da minhas férias de verão neste lugar, o pontal de atafona,continha comércio, casas de moradores e de veranistas sim, bares e boa praia, o mar oscilava entre as cores marrom e esverdeado, quando o vento virava sudeste, como dizia se lá, tinha o clube ,onde ocorreriam os encontros no fim de tarde e ocorriam os concorridos bailes de carnaval, tinha esportes e investimentos como corrida de motocross, além de shows diversos a beira mar, tudo limpo, bons bares e música boa, havia lual ...havia poesia e serestas. .bons tempos..sim ,ainda resistem alguns a saírem de lá. ..Talvez por saudosismo ou apaixonados pela tranquilidade inerente à beleza do lugar..só quem já frequentou é quem sabe..a Saudade ..porque vivemos tempos difíceis e um lugar mágico ...a gente local é muito hospitaleira, o mangue que ali se fartará de caranguejos. .Não mais existe e todas Boas coisas que lá existiam também. ..

    ResponderExcluir
  5. Atafona foi fundada em 1622, por Lourenço do Espírito Santo, sendo um distrito maior que muitas cidades brasileiras, possui 10 bairros, cerca de 8 mil habitantes. E possui uma vida nornal, tem pontos comerciais, restaurantes, pousadas e uma das maiores Festas Religiosas do Estado do Rio de Janeiro, a Festa de Nossa Senhora da Penha, geralmente no mês de abril. Visite ATAFONA e você irá se apaixonar... seu vento, sua culinária, sua foz e as belezas do Novo Pontal.

    ResponderExcluir
  6. Sim,sei ,tanto que temos o grupo Cultural Lourenço do Espírito Santo,para retratar nossa rica Cultura.

    ResponderExcluir
  7. BOM DIA ! Matéria perfeita,para atualiza-la podem inserir fotos atuais,como a do desaparecimento do predio do Julinho,da caixa dagua,do Atafona Praia Club.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigado pela dica. vou correr atrás de uma atualização.

      Excluir
  8. por isso que permiti comentários no blog. para que se esclareçam erros ou coisas não contadas sobre os lugares que escrevo. muito obrigado a todos, seus comentários enriquecem imensamente o tema. leio todos.
    muito grato.

    ResponderExcluir
  9. Nasci no Pontal de Atafona e é mto triste ver a sua destruição.

    ResponderExcluir
  10. gostaria de ver fotos atuais se possivel

    ResponderExcluir
  11. Eu tive em Atafona, ao vivo o negócio é mais assustador ainda, creio que em cinco anos a vila inteira ja terá desaparecido.

    ResponderExcluir
  12. Tivemos em Atafona essa semana, eu e minha familia, gostamos demais da vila, a vontade era de ficar.Muito triste estar sendo destruida.

    ResponderExcluir

TOP 10 - POSTAGENS MAIS POPULARES DO MÊS