quinta-feira, 23 de outubro de 2014

UrbEx em Belém do Pará parte II - Parque Ambiental do Utinga


O Parque Ambiental do Utinga ocupa uma área de 1.340 hectares, um pouco maior que 1.300 estádios de futebol. Vai de Belém à Ananindeua, e é a maior área de conservação da natureza com proteção integral da Região Metropolitana de Belém, aberta à visitação. Com administração da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). O parque também abriga dois lagos importantes para o abastecimento de água desta região: o Lago Bolonha e o Água Preta, porém, ele sofre com o crescimento e a proximidade da cidade, que a cada dia chega mais perto da reserva ambiental.




Uma amiga me acompanhou, pois queria me mostrar algo abandonado no meio do mato, um autêntico cenário de filme apocalíptico, um antigo clube na beira do rio. Topei na hora.
Chegamos bem cedo e já no meio da caminhada nos defrontamos com o primeiro lago, o Bolonha. Ele possui uns vertedouros circulares de escoamento das águas e já percebemos que ele estava bem diferente da última visita de Dedé, minha amiga. Havia vegetação demais no lago, alastrando-se descontroladamente. Vejam uma foto do lago bem mais limpo e cheio e  do vertedouro, em seguida uma da minha visita para comparação:




Nesse lugar encontrei uma balsa com um braço de escavadeira nela. Fazia a limpeza do lago mas, pelo que parece, não deu conta...













 




Até a chegada ao clube abandonado havia dois outros sites muito interessantes, uma espécie de comporta e um galpão cheio de peças metálicas, conexões da rede de tubulações estocados, ou dispensados, trocados, bem... o que importa é que estavam lá.






















A comporta, com uma vista muito interessante do lago todo coberto pela vegetação:





De quebra, no fim da visita, já saindo do Parque Ambiental encontramos outro galpão, fechado, mas nem tanto...






Bem, mas vamos ao que interessa, que o caminho foi longo, assim como foi a volta. Mas valeu muito a pena. Realmente o cenário era de filme pós apocalipse, Planeta dos Macacos, Elo Perdido, ou algo assim.
A estrutura que encontramos aparentemente era de um balcão de atendimento grande e talvez uma cozinha, atrás. Todas em azulejos brancos que com o passar do tempo, nas diárias chuvas de Belém, adquiriram uma textura incrível.
No bloco seguinte presumo que teriam sido duas saunas (masculino e feminino), com infraestrutura de banheiros conjuntos. Escuridão total, e como havia esquecido da minha lanterna (nunca pensei que precisaria), só via onde estava quando acendia o flash da câmera, hehehehehehe. Normal.
Chega de blá blá blá que sei que vocês querem ir correno ver tudo. Divirtam-se! Quero que sintam o cheiro do verde úmido da floresta na Amazônia. Verde musgo.




















































 


 Fim.

ps.: na minha próxima visita ao Parque verificarei o que é isso que vi ao longe:



Fontes:







Link interessante sobre a ação do homem no utinga e suas consequências:

8 comentários:

  1. Como sempre uma ótima publicação... rica em detalhes... meus parabéns amigo... impressionante como o lago que contém o vertedouro secou... essa área ainda é preservada ou foi abandonada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o lago que contém o vertedouro NÃO secou. está coberto por essa vegetação o que dá a impressão de haver terra e não água abaixo,

      Excluir
  2. Gostaria ainda de deixar ao autor do site uma sugestão, é um vídeo do youtube, tem vários lugares já mostrados aqui, mas tem alguns que eu não me lembro se já vi por aqui ou não, de qualquer maneira é bem legal...

    https://www.youtube.com/watch?v=o_4TJwzqVUw

    Abraço e continue o ótimo trabalho!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante, ótimo trabalho!

    ResponderExcluir
  4. Visito este blog há algum tempo. Acho muito interessante olhar estes lugares e a sensação que eles transmitem... Chega a ser inspirador, imaginamos quantas histórias existem no passado daqueles lugares... Mas as sensações que eles transmitem: alguns transmitem inquietação, medo, perturbação... Outros transmitem uma imensa sensação de paz, tranquilidade, beleza... Confesso que prefiro estes últimos...

    Ah, gostaria de deixar uma sugestão, de um lugar por onde passei e que acredito que nunca foi postado por aqui. Chama-se "Praça do Meio do Mundo", fica na beira de uma BR, próxima à cidade de Campina Grande-PB... Já passei por lá diversas vezes e aquele local sempre me chamou muita atenção...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu vi a praça na internet. tire algumas foto e me mande!!!!

      Excluir
  5. Ia neste clube lá pelos anos de 1991/1992 jogar voleibol. Chamavam de Clube da Lagoa, acredito. É muito estranho ver estas ruínas e lembrar o que lá vivi. O tempo passou...

    ResponderExcluir

TOP 10 - POSTAGENS MAIS POPULARES DO MÊS